Embrascon

A Interdependência

03 dezembro 2013
0

O jantar estava delicioso! Mas, não falo da comida, pois, particularmente, não sou um “gourmet”. Falo sim do ambiente, das pessoas que o alegravam, especialmente do casal que compartilhava a mesa comigo e minha esposa. Discorríamos sobre uma gama de assuntos, mas, como não podia deixar de ser, o comportamento humano, as crenças, os valores, enfim, a ética em nossos dias. Uma noite inesquecível cheia de trocas e repleta de aprendizado.

“Eu detesto pessoa dependente”, alguém disse. Imediatamente outro retrucou: “Ah! Eu sou independente”. Passou-se então a uma discussão em torno do significado destas palavras não só na sua aplicação às pessoas, mas também às organizações, às nações e, inclusive, ao universo. Como “da discussão nasce a luz” facilmente chegamos ao consenso de que a introdução do conceito de interdependência era necessário para esclarecer a realidade das situações discutidas. Com a inevitável dependência da fome (necessidade básica segundo Maslow), resolvemos concluir o assunto com um pequeno resumo, não antes de concordarmos que existem ocasiões, poucas, no entanto, nas quais a dependência e a independência poderão ser produtivas:

- a dependência é um estágio inicial no desenvolvimento do ser humano caracterizado pelo medo, insegurança e necessidade de proteção;

- a independência é o estágio atual do nosso desenvolvimento, caracterizado pela exploração da natureza, egocentrismo, separatismo e autossuficiência;

- a interdependência é um estágio evolutivo a ser alcançado: nele não haverá divisionismo entre nações, credos, cores, religiões. A ética humanista prevalecerá.

Leave a comment:

* required